A Ideologia do Batman de Nolan

Batman - O Cavaleiro das Trevas RessurgePubliquei no Digestivo Cultural a crítica Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, sobre o último filme da trilogia realizada pelo diretor Christopher Nolan sobre o personagem dos quadrinhos. A série de Nolan redefiniu o gênero de adaptações de HQ. Eu escrevi:

A obra tem qualidades. A preocupação de Nolan com o realismo é a maior delas (…). Há  problemas: lacunas de verossimilhança, ingenuidade do enredo e, principalmente, um teor ideológico intenso, que prejudicou meu envolvimento com a narrativa. Essa ideologia será criticada abaixo – não por suas teses, mas pelo modo insidioso com que é introduzida: ela faz o filme funcionar como uma longa “falácia do espantalho”, distorcendo a posição de seus oponentes até o ponto em que sejam simples de negar: o que trago, em suma, é uma leitura cultural-política de “terrorismo”, “revolução” e “liberalismo”.

Nos comentários, a coluna suscitou uma discussão interessante com leitores. Em resposta à Rafael Minari, abordei uma série de temas que ou sustentam a visão que apresentei ou o expandem.
Anúncios

Uma consideração sobre “A Ideologia do Batman de Nolan”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s